Arquitetura

Casa Cor Minas Gerais 2015

Começou ontem (30/08) a 21ª Casa Cor MG que promete unir o tradicional ao moderno. São 38 ambientes elaborados por profissionais

<b>Divulgação.</b> Apartamento 22. Projeto: Angélica Araújo. As cores escolhidas fazem referência ao minério local. As tábuas corridas no chão são de couro.
Divulgação. Apartamento 22. Projeto: Angélica Araújo. As cores escolhidas fazem referência ao minério local. As tábuas corridas no chão são de couro.
<b>Divulgação.</b> Apartamento com garagem. Projeto: Renata Basques. O carro neste ambiente faz a vez de uma obra de arte.
Divulgação. Apartamento com garagem. Projeto: Renata Basques. O carro neste ambiente faz a vez de uma obra de arte.
<b>Divulgação.</b> Apartamento do executivo. Projeto: David Guerra. Móveis do design brasileiro Sérgio Rodrigues. Layout com espaços integrados e bem distribuídos.
Divulgação. Apartamento do executivo. Projeto: David Guerra. Móveis do design brasileiro Sérgio Rodrigues. Layout com espaços integrados e bem distribuídos.
<b>Divulgação.</b> Apartamento do hóspede. Projeto: Érica Vianna. Divisória vazada, executada em madeira laqueada.
Divulgação. Apartamento do hóspede. Projeto: Érica Vianna. Divisória vazada, executada em madeira laqueada.
<b>Divulgação.</b> Apartamento do publicitário. Projeto: Patrícia Guerra e Roziane Faleiro. Acabamento em tinta mineral na parede, novamente madeira e couro fazem parte da decoração. Cadeira Cantú de Sérgio Rodrigues.
Divulgação. Apartamento do publicitário. Projeto: Patrícia Guerra e Roziane Faleiro. Acabamento em tinta mineral na parede, novamente madeira e couro fazem parte da decoração. Cadeira Cantú de Sérgio Rodrigues.
Por Equipe Casa Diva
Publicado em 31/08/2015

Começou ontem (30/08) a 21ª Casa Cor MG que promete unir o tradicional ao moderno. A casa escolhida na Pampulha foi demolida para dar lugar a construção de um imóvel com diversos ambientes, boa área de circulação e acessibilidade. Fiel ao tema sustentabilidade, presente em todas as edições da mostra pelo Brasil, a energia que abastecerá a sede será renovável e gerada por meio de placas fotovoltaicas (a energia do sol é diretamente convertida em eletricidade, com o uso de módulos solares – Fonte: America do Sol.org), iluminação com lâmpadas de LED e água extraída de um poço artesiano. São 38 ambientes elaborados por profissionais consagrados e também novos talentos que ditarão as tendências mineiras em 2015.

A mostra deste ano defende que o conjunto arquitetônico, um casarão na Avenida das Latânias, na Lagoa da Pampulha, seja promovido a Patrimônio Cultural da Humanidade.

Simultaneamente com a mostra, a organização preparou o “Casa, Cor e Conversa”, uma programação de palestras e mesas-redondas que abordarão diversos assuntos.

De 30 de agosto à 06 de outubro.

Horários:      Ter à Sex: 15 – 22hs

                       Sábados:  13 – 22hs

                       Dom e Fer: 13 – 19hs

Entrada:       Ter à Sex: R$ 40,00 (inteira) | R$ 20,00 (meia)

                      Sab, Dom e Fer: R$ 50,00 (inteira) | R$ 25,00 (meia)

Divulgação. - Visite a Casa Cor Minas Gerais.